LEI MARIA DA PENHA: Medico afirma esta sofrendo perseguição de ex

NCC TV Web

O médico Edmilson Miranda Júnior vem sendo vítima de perseguição por parte de sua ex namorada, que se utiliza da lei Maria da Penha para prejudicá-lo.

Foi amplamente divulgado na mídia a prisão do médico em razão da suposta agressão a sua namorada, Aline Haddad (ex esposa do magistrado da vara de violência doméstica, Hamilton Haddad) que relatou que foi agredida na casa do médico e ficou lá por algumas horas após o fato para acalma-lo.

A denúncia da agressão foi registrada aproximadamente 15 dias após os supostos fatos.

O médico saiu da prisão na sexta feira, dia 23.11.2019 pela manhã, com medidas protetivas consistente na não aproximação da vítima, uso de tornozeleira e botão de pânico.

No mesmo dia, Emilson participou de uma audiência a tarde, no fórum da capital, na segunda vara de violência doméstica.

A vítima, que é Advogada, ao que tudo consta estava no fórum, e ao ver que o acusado estava lá, imediatamente registrou boletim de ocorrência pelo descumprimento do dever de não se aproximar.

A juíza decretou a prisão de ofício, e sem fundamentação a manteve, mesmo a situação estando esclarecida, uma vez que não há como proibir o acesso de pessoas em locais públicos. 

A defesa do acusado afirmou que a prisão revela o abuso de autoridade praticado pela Juíza, pois está fundamentada em argumentos frágeis, e que vai recorreu ao Tribunal de Justiça.

Postar um comentário

0 Comentários