Até em confraternização, líderes do DEM medem força sobre o Senado


Blog do Romilson com RD News

Mesmo numa clima de confraternização, nesta sexta à noite, no Espaço Vip, em Cuiabá, com boi no rolete e cerca de 400 presentes, três líderes regionais do DEM mediram força política, motivados pela possibilidade de candidatura ao Senado.

Julio Campos, por exemplo, foi chamado de futuro senador. Seus correligionários espalharam no ambiente duas faixas com frases em defesa de sua candidatura na eleição suplementar à vaga da cassada Selma Arruda.

Num jogo ensaiado com Dilmar Dal Bosco, outros democratas que atuam no Nortão e se deslocaram a Cuiabá para participar do encontro, gritaram o nome do deputado quando este fez discurso de improviso, defendendo-o ao Senado. Outro grupo pediu que o partido lance à disputa o presidente da Assembleia, deputado Eduardo Botelho.

Foi a primeira vez que o DEM reune número expressivo de filiados, principalmente detentores de mandato, como vereadores, prefeitos e deputados. E todos, em discurso puxado pelo governador Mauro Mendes, destacaram que o partido vive um momento exepcional, comandando as duas casas legislativas em Brasília (Câmara e Senado) e dois Poderes em Mato Grosso (Executivo e Legislativo).

Postar um comentário

0 Comentários