MP propõe medidas mais restritivas no combate à Covid-19





Biorosário Com Informações da Assessoria / MP -MT


Com a proximidade do feriado da Semana Santa e da Páscoa, período em que a cidade de Rosário Oeste (a 128km de Cuiabá) tende a receber centenas de turistas, especialmente da capital, o Ministério Público do Estado de Mato Grosso convocou os membros do Comitê Municipal de Prevenção e Enfrentamento da Covid-19 para uma reunião. O encontro ocorreu na manhã de segunda-feira (06), com o objetivo de definir novas políticas de enfrentamento ao coronavírus no município.

“A preocupação é que na Páscoa há muita movimentação de pessoas aqui na cidade, com a vinda de parentes de outras localidades e, consequentemente, risco de maior descontrole do distanciamento social. Por isso, ficou deliberado que já a partir dessa semana haverá um recrudescimento da fiscalização, a adotar proibição ao comércio não essencial”, contou o promotor de Justiça Arnaldo Justino da Silva.

Conforme acertado na reunião, o município de Rosário Oeste deverá adotar as mesmas medidas restritivas que estão em vigor na capital, principalmente com relação ao funcionamento dos estabelecimentos comerciais. Ficou acertado que o Comitê Municipal de Prevenção e Enfrentamento da Covid-19 encaminhará decisão para que a Prefeitura edite um novo decreto proibindo o comércio e prestação de serviços não essenciais e estabelecendo novas restrições a serem adotadas pelos estabelecimentos em funcionamento, como evitar o ingresso de crianças menores de 12 anos e de mais que um integrante por família, limitar a presença de uma pessoa a cada 10m² e a cinco pessoas por caixa.

Arnaldo Justino da Silva argumentou que as medidas são necessárias uma vez que o município depende da rede hospitalar de Cuiabá e que o número de leitos na capital não seria suficiente para atender toda a demanda. “Como Rosário Oeste depende de Cuiabá, há que também ir pelo mesmo rumo, ou seja, manter o isolamento social”, considerou.

Participaram da reunião os secretários municipais de Saúde, Anderson Rodrigo de Sá, de Educação, Jane Márcia Talarico, de Assistência Social, Juscélia Medeiros de Souza Ertt, e de Governo, Ireno Lemes Pedro, a comandante do 7º Batalhão de Polícia Militar, tenente-coronel PM Cláudia Regina Soares, a coordenadora de Vigilância em Saúde, Jerusa Amaral Xavier, o coordenador de Vigilância Sanitária, Vagner Dias de Oliveira, entre outros membros do Comitê.

Postar um comentário

0 Comentários