Confira os detalhes da trama armada por homens poderosos para assassinar um jornalista brasileiro



Isso É Notícia

Na noite deste domingo(26) a trama envolvendo o jornalista Alexandre Aprá, o governador Mauro Mendes e o publicitário Ziad Fares, amigo da primeira-dama Virgínia Mendes desde a época que ela ainda era solteira, foi tema de reportagem no Domingo Espetacular.

Foi mostrado um homem contratado para ‘tirar’ o jornalista do caminho identificado como ‘ Anjo’ que após entender a trama resolveu proteger o jornalista Alexandre Aprá e alertá-lo que ele estava sendo monitorando e que sua vida corria perigo.

Segundo Aprá, o “anjo”, como Aprá se referiu ao infiltrado, revelou que “o plano era forjar falsos flagrantes para promover uma espécie de ‘assassinato de reputação’ cogitando até de eliminar o jornalista”. A intenção seria a de vincular Aprá ao tráfico de drogas e à pedofilia tentando contratar um menor de idade para uma aproximação íntima com o jornalista. Para isso, o detetive teria instalado um aparelho de GPS no carro de Aprá a fim de monitorar seus passos e de “armar um falso flagrante”.

A Polícia Federal do Mato Grosso recusou uma notícia-crime apresentada por Alexandre Aprá, do site Isso É Notícia, contra o governador Mauro Mendes. Segundo o jornalista, existe um plano para difamá-lo e incriminá-lo por causa de reportagens publicadas em seu blog sobre um suposto esquema de corrupção no governo estadual. O jornalista pediu investigação contra o governador, a primeira-dama Virgínia Mendes e a empresa ZF Comunicação, de Ziad Fares que, segundo Aprá, teriam contratado um detetive particular para investigá-lo.

O jornalista colocou no ar a matéria lembrando o fato de que o “mimo” ter sido, coincidentemente, entregue pouco depois de Ziad vencer uma licitação milionária de R$ 70 milhões, de recursos públicos que o Governo do Estado libera na imprensa.

A missão inicial de Ivancury era a de armar um flagrante fajuto para vincular Aprá ao crime de tráfico de drogas ou de abuso sexual de menores, desmoralizando o comunicador.

Em nota o governador nega as acusações e diz que é caluniosa e que a Polícia Fedral até recusou a denúncia por falta de indícios de comedimento contra ele e que os áudios foram tirados fora do contexto.

Já o empresário Ziad Fares disse que tem sido alvo de notícia crime do site de Aprá que publica notícias em seu desfavor.

 


Postar um comentário

0 Comentários