STF valida fundão de R$ 4,9 bilhões políticos bancarem campanhas



Repórter MT




O STF encerrou o caso e confirmou a decisão do Congresso que destinou R$ 4,9 bilhões ao fundo eleitoral neste ano. A grana vai para os partidos e candidatos bancarem suas campanhas eleitorais este ano e será distribuída a partir de junho às 32 legendas existentes.

No ano passado o Congresso aprovou verba ainda maior, de R$ 5,7 bilhões. O fundo teve parte vetada pelo presidente Jair Bolsonaro, com corte de R$ 800 milhões.

O fundo eleitoral foi criado por lei em 2017, dois anos após o STF proibir doações de empresas para campanhas. Era de R$ 2 bilhões. Agora, mais que dobrou. Vergonha.

O ministro de MT, Gilmar Mendes, votou a favor de manter o aumento. O STF julgou ação impetrada pelo Novo, que tentava derrubar o aumento, argunentando que o reajuste deveria seguir o índice de inflação.

Postar um comentário

0 Comentários