Trabalhadores demitidos em massa multinacional Accell conseguem liminar favorável na Justiça do Trabalho para serem reintegrados a empresa

 


Pilão de Notícias


Na última quinta –feira (07) o Blog Pilão de Notícias publicou uma reportagem intitulada: “Accell entra com recuperação judicial sem legitimidade de empresário que se diz dono da empresa”, onde a qual trouxe a tona um desentendimento de parceria comercial internacional feita entre dois empresários, um brasileiro e outro mexicano, que acabou tomando uma grande proporção, que virou caso de polícia no México e com brigas judiciais intermináveis nos tribunais do Brasil e na Corte Superior Mexicana.

A antiga administração da Accell está buscando na Justiça Brasileira a reintegração da posse empresa por ser a legitima proprietária e o que deixa mais dúvida, é que antes da nova administração assumir o comando da empresa, os salários dos colaboradores estavam em dia e honrando todos os compromissos comerciais.

A justiça determinou através da 15ª Região do Tribunal Regional do Trabalho do Estado de Saõ Paulo, a reintegração imediata de mais de 100 trabalhadores depois que a atual gestão da empresa Accell tentou burlar a lei e demitiu de forma nada republicana os seus trabalhadores. Externando de forma cristalina a ineficiência e a falta de informação como também o conhecimento das leis trabalhistas por parte da empresa. 

A época, os trabalhadores não receberam os seus salários e desde de o começo do mês de julho está circula entre os corredores da empresa que a nova administração não se comprometeu com uma data para o pagamento. 

Devido a esse impasse , entre a nova administração e os funcionários da Acccell, o Sindicato dos Trabalhadores nas Industrias Metalúrgicas, Mecânicas, de Material Elétrico e Eletrônico e de Fibra Ótica de Campinas, Americana e Indaia na empresa tentando negociações e buscando explicações junto à nova Diretoria. 

Uma greve geral pode ser  começar na próxima semana, e o clima entre a nova administração e os funcionários demitidos, pode esquentar, uma vez que eles alegam ainda não recebido o pagamento e sem previsão os trabalhadores não podem sobreviver. 

A nossa equipe buscou informações onde os trabalhadores questionam a responsabilidade da Diretoria atual em arcar com as suas responsabilidades, mas até o fechamento desta reportagem não havíamos recebido um retorno por parte da Accel , ou melhor da nova administração da empresa.

Há uma grande dúvida, tanto quanto à legitimidade como a legalidade da atual Diretoria junto a sua holding no Mexico. 

A empresa Accell está em conflito societário envolvendo práticas ilegais para uma tomada fraudulenta da empresa em março de 2022, envolvendo funcionários como o Conselheiro da antiga administração e o Contador da empresa, que hoje junto com um fornecedor formam o alto escalão da empresa, sendo responsáveis por toda a gestão da mesma e com total responsabilidade quanto às demissões e pagamento dos salários. 

Estamos acompanhando de perto esse caso. Vamos aguardar, os próximos capítulos dessa novela mexicana. O nome da empresa e os trabalhadores não merecem tamanha bagunça e descaso dos gestores atuais.

Postar um comentário

0 Comentários